03/04/2022 às 22h31min - Atualizada em 03/04/2022 às 22h31min

Morre Lygia Fagundes Telles aos 98 anos

Uma das maiores contistas do país, autora de “Seminário dos ratos”, ela morreu em casa; a paulista faria 99 anos em 19 de abril

Por Redação
Lygia Fagundes Telles, autora de “A noite escura e mais eu”

Uma das maiores escritoras brasileiras de todos os tempos, a paulista Lygia Fagundes da Silva Telles morreu neste domingo (3), aos 98 anos. Ela estava em casa quando faleceu.

Integrante da Academia Brasileira de Letras (ABL), Lygia publicou seu primeiro livro de contos, Porões e sobrados, em 1938, quando tinha apenas 15 anos. Lygia era a quarta ocupante da Cadeira nº 16 da ABL, tendo sido eleita em outubro de 1985, na sucessão de Pedro Calmon. A escritora também era formada em Direito, tendo cursado a Faculdade de Direito do Largo do São Francisco.

Com uma carreira repleta de honrarias, recebeu o prêmio Camões, o mais importante da língua portuguesa, em 2001 pelo reconhecimento de sua obra. Também venceu por três vezes Jabuti: 1966, 1974, 1996. 

Prosadora, Lygia se destacou entre os contistas brasileiros surgidos na segunda metade do século 20 ao lado de nomes como Rubem Fonseca e Dalton Trevisan. Seminário dos ratos e Antes do baile verde são dois de seus principais livros de narrativas curtas. Em 2018 a Companhia das Letras reuniu todos os contos da autora na antologia Os contos. Ela também escreveu romances de sucesso, como Ciranda de pedras e As meninas, ambos adaptados para o audiovisual.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »