18/04/2022 às 13h25min - Atualizada em 18/04/2022 às 13h25min

Saiba como evitar cair no golpe da maquininha de cartão de crédito

Conheça algumas orientações para não cair no novo golpe aplicado no comércio

Prática ganhou uma ascensão com a pandemia da covid-19 - Foto: Reprodução

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON/AL) alerta a população alagoana sobre os novos golpes aplicados no comércio, como o da maquineta do cartão de crédito. As vítimas só percebem que caíram em um golpe quando recebem a fatura do cartão de crédito ou verificam o saldo bancário. Confira as dicas. 

Nesse tipo de fraude, os estelionatários utilizam uma maquineta com o visor propositalmente quebrado, no qual a vítima só consegue ver os últimos dígitos do valor da compra. Por exemplo, a compra custou R$35,50, o fraudador coloca na máquina um valor superior ao da aquisição, como R$1.035,50. O consumidor vê apenas os últimos dígitos do valor, aparentemente correto, e efetua o pagamento. 

“A pandemia colaborou para que esses golpes aumentassem exponencialmente. Quem for lesado e for cobrado um valor incorreto, deve acionar o Procon”, orienta Daniel Sampaio, diretor-presidente do órgão. “Nós iremos apurar a responsabilidade da empresa e tomar as medidas cabíveis. As empresas devem responder pelos problemas e ressarcir o consumidor”, acrescenta.

Orientações para evitar o golpe


Pagar o pedido sempre pelo aplicativo da entrega;
Nunca pague seus pedidos em maquininhas com o visor danificado;
Ativar os SMS de confirmação de pagamentos do cartão de crédito;
Verifique se na hora de colocar a senha ela está protegida pelos caracteres;
Sempre exija a sua via do comprovante.

É um direito básico do consumidor a reparação por danos causados nas relações de consumo. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) determina que todas as empresas que participam da relação consumerista são solidariamente responsáveis pelos prejuízos causados ao usuário, referente à compra do serviço. É importante frisar que, nesses casos, o cliente pode registrar sua reclamação no órgão de defesa do consumidor. 

Vale também lembrar que o Procon-AL dispõe de canais para atender a população alagoana, receber reclamações e realizar denúncias. Caso haja alguma ocorrência, o consumidor pode entrar em contato através de ligações ao 151, mensagens ao WhatsApp (82) 98876-8297 e de forma presencial, mediante agendamento, através do site agendamento.seplag.al.gov.br.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »