04/08/2022 às 11h05min - Atualizada em 04/08/2022 às 11h05min

Prefeitura começa a cadastrar interessados no auxílio-transporte para desempregados

Dezenas de pessoas procuram o Centro de Atendimento Socioassistencial logo nas primeiras horas do dia

Por Redação - Deborah Freire/Ascom Semas
Dezenas de pessoas foram até o CASA para realizar cadastro nesta quarta (3). Foto: Alisson Frazão/Secom Maceió

Dezenas de pessoas procuraram o Centro de Atendimento Socioassistencial (CASA) nesta quarta-feira (3), logo nas primeiras horas da manhã, para se cadastrar no auxílio-transporte para desempregados.

O atendimento começou às 8h com a distribuição de senhas e a orientação aos interessados em obter o benefício criado por meio de portaria conjunta da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT).

O auxílio dará gratuidade em 12 viagens de ônibus por mês por até dois meses para pessoas que estejam sem emprego e apresentem a documentação exigida.

Coordenadora do CASA, Márcia Melo, disse que desde segunda população procura pelo atendimento. Foto: Alisson Frazão/Secom Maceió

Coordenadora do CASA, Márcia Melo, disse que desde segunda população procura pelo atendimento. Foto: Alisson Frazão/Secom Maceió

Coordenadora do CASA, Márcia Melo, disse que desde segunda população procura pelo atendimento. Foto: Alisson Frazão/Secom Maceió

De acordo com a coordenadora do CASA, Márcia Melo, o auxílio já vem sendo procurado desde segunda por muita gente. Serão atendidas 30 pessoas por dia, podendo chegar a 50, sendo 500 na primeira etapa e 500 na segunda, contemplando mil beneficiados.

A dona de casa Ilquias Cassiano Costa espera estar entre eles. Ela já trabalhou como babá e cuidadora de idosos, mas hoje está desempregada e vive do dinheiro recebido do Auxílio Brasil.

Ela soube do cadastramento pela vizinha e chegou às 6h da manhã para estar entre as primeiras pessoas atendidas. Garantiu a ficha de número quatro e espera ter em breve o cartão Vamu Cidadão em mãos com as 12 passagens gratuitas para procurar emprego.

“Após a pandemia, muita gente ficou sem emprego. Eu vivo do Auxílio Brasil, mas mesmo assim, tá tudo caro, não dá pra pagar. Se Deus quiser, vou conseguir”, disse.

Quem também buscou atendimento foi Silvana de Oliveira Arruda, moradora da Chã da Jaqueira. Ela era comerciante, mas sofreu um acidente e fez uma cirurgia no braço há um ano, por isso não teve mais como trabalhar na atividade.

Com a gratuidade da passagem, espera conseguir emprego na área de serviços gerais e também economizar quando precisa ajudar a mãe idosa, que mora no Jacintinho. 

Alisson Alves de Oliveira, que trabalha com eventos, disse que há 10 anos não tem a Carteira de Trabalho assinada. Ele faz bicos como garçom, mas agora quer aproveitar a oportunidade para voltar ao mercado.

“Quero tirar o cartão para correr atrás, arrumar um emprego. Tive carteira assinada há dez anos, mas depois não consegui mais. Depois dos 40, fica mais difícil arrumar emprego”, contou.

Saiba como ter acesso ao benefício

Para ter acesso ao auxílio-transporte, qualquer morador de Maceió deverá se dirigir à sede do CASA, na Avenida Amazonas, número 90, bairro Prado, em frente à Praça da Faculdade, com os seguintes documentos: carteira de identidade original e cópia, CPF original e cópia, comprovante de residência de Maceió, Carteira de Trabalho e/ou outros meios que comprovem a situação de desemprego. Além desses, quem já possuir o Cartão Vamu na modalidade cidadão deve levar no momento do cadastro.

Os usuários do transporte coletivo que já possuírem qualquer outro benefício em relação ao transporte público poderão optar pela aquisição do VAMU, sendo vedada a acumulação de benefícios. 

Os valores referentes às passagens gratuitas serão custeados pelo Município, que fará o repasse no preço da tarifa vigente ao Consórcio Operacional do Sistema Integrado de Mobilidade de Maceió – SIMM.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »