03/04/2022 às 00h17min - Atualizada em 03/04/2022 às 00h17min

Trilha encantada de histórias: proposta pedagógica estimula crianças a descobrirem mundo literário

A atividade acontece na Creche Fúlvia Rosemberg, na Cidade Universitária e tem o objetivo de desenvolver as crianças nos aspectos psicomotores e cognitivos

Por Redação - Julita Bittencourt (estagiária) / Ascom Semed
A pequena Heloisa manuseando um dos livros infantis durante a atividade pedagógica. Foto: Cortesia

Aguçar o contato e a descoberta de obras literárias ainda na primeira infância através de estímulos motores. Esta é uma proposta pedagógica ‘encantadora’ desenvolvida no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Fúlvia Rosemberg, na Cidade Universitária. Trilha encantada de histórias é uma atividade aplicada no Berçário I para oito crianças, entre 4 meses e 1 ano de idade, que foi desenvolvida pela professora Lilian Andreia Freitas.

Entre as atividades semanais, a educadora constrói nos espaços do Cmei um caminho feito com livros infantis, onde as crianças são estimuladas, de forma psicomotora, a ir de encontro com essas obras e as manusearem. Nas imagens registradas pela pedagoga, as pequenas Heloisa, Elisa e Olivia se divertem enquanto engatinham em direção aos diversos livros espalhados e brincam com as obras.

A idealizadora da proposta explicou como surgiu a ideia que estimula o desenvolvimento cognitivo da criança. “A proposta pedagógica surgiu da vontade de integrar o trabalho com as histórias e o desenvolvimento corporal das crianças. Iniciativas como essa são amplamente necessárias para o processo evolutivo dos pequenos, uma vez que os mesmos desenvolvem as habilidades físicas e motoras, como também o desenvolvimento cognitivo”, disse Lilian Andreia.

A professora também destacou a importância do universo literário ainda na primeira infância. “A contação de histórias na Educação Infantil desperta a curiosidade, estimula a imaginação, desenvolve a autonomia e o pensamento, e proporciona vivenciar diversas emoções. Sendo assim, no Berçário I, as propostas são constantes nessa perspectiva. Como também nessa fase, a criança vive o período sensório-motor, onde os sentidos corporais estão sendo descobertos e os movimentos dos membros explorados com mais intensidade”, salientou.

O Cmei Fúlvia Rosemberg tem como proposta pedagógica estimular a leitura ainda na primeira infância. Foto: Cortesia

O Cmei Fúlvia Rosemberg tem como proposta pedagógica estimular a leitura ainda na primeira infância. Foto: Cortesia

O Cmei Fúlvia Rosemberg tem como proposta pedagógica estimular a leitura ainda na primeira infância. Foto: Cortesia

Lilian Andreia ressaltou ainda que o desenvolvimento do hábito da leitura deve ser algo estimulado logo nos primeiros anos de vida dos estudantes. “Nossas crianças do Berçário I são diariamente estimuladas a terem contato com a leitura através dos livros expostos no espaço, a contação de histórias, entre outras coisas”, disse Lilian.

A diretora da creche, Cláudia Couto, defendeu o desenvolvimento de atividades como essa para estimular a autonomia na Educação Infantil. “As crianças aprendem a ponderar os prós e contras de suas atitudes e, com isso, podem estruturar suas decisões com maior assertividade e consciência, permitindo a construção de uma personalidade saudável, proporcionando o desenvolvimento da capacidade de resolver conflitos ao longo da vida, além de auxiliar no processo de aprendizagem”, frisou.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »