08/04/2022 às 15h21min - Atualizada em 08/04/2022 às 15h21min

Paulo Dantas garante regulamentação financeira para servidores da Seris

Por Redação


Como membro da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, o deputado Paulo Dantas (MDB) tem conduzido uma série de aprovações que vem beneficiando os servidores públicos do Estado. Um dos projetos que teve o parlamentar como relator é o que garante a readequação financeira a 54 profissionais da Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (SERIS). 


Na manhã desta sexta-feira, 08, Dantas esteve na sede do órgão e participou de uma homenagem a esses servidores. “Esses valorosos trabalhadores foram valorizados com aprovação do benefício, que estava defasado desde o final da década de 80. Mesmo assim é preciso regulamentar o projeto, e faremos isso. Este é o meu compromisso” colocou.


*Policiais Penais*

Outro foi a Proposta de Emenda à Constituição que transformou os agentes penitenciários em policiais penais, ampliando direitos e valorizando ainda mais os servidores.


Para Paulo Dantas, os funcionários públicos do Governo de Alagoas têm desempenhado com dedicação o seu trabalho e por isso o Estado tem se diferenciado nacionalmente. “Nós vamos manter essa pegada, esse mesmo resultado de serviços prestados à comunidade, atendendo a todos os alagoanos”, completou o deputado.


O evento contou com a presença do deputado estadual Sílvio Camelo, líder do governo e responsável pela indicação do projeto; do coronel Marcos Sérgio, secretário de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (SERIS); e do coronel Marcos Henrique, secretário-executivo da Gestão Interna da SERIS; e de Petrônio Ferreira, presidente da Associação dos Policiais Penais.


“Hoje é dia de agradecer pela regulamentação financeira, pois era um desejo muito antigo e estou feliz em estar presente e registrar esse importante ato em meu portfolio de gestão”, afirmou Marcos Sergio Freitas. Já o deputado Sílvio Camelo destacou o trabalho e a importância desses servidores: “Associações, sindicatos, todos devem trabalhar unidos para que o serviço prestado para sociedade seja ainda mais relevante. E nós estaremos sempre firmes e fortes, pensando no bem estar dos alagoanos”.


A SERIS é responsável por cuidar da custódia e reinserção social dos reeducandos. Em Alagoas são 10 mil pessoas nessa situação, sendo cinco mil em regime fechado. Desse total, 1300 estão trabalhando. O Estado também monitora 1.200 tornozeleiras eletrônicas.


*Mais avanços*

 Em maio uma nova unidade prisional deverá ser entregue com capacidade de mais 1.000 reeducandos, o que tornará Alagoas o primeiro Estado sem superpopulação carcerária.


Também haverá em breve a nomeação de 300 novos policiais penais.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »